Menu

Associados

Chile vai desinfetar com nanopartículas de cobre locais de votação no domingo

Por seventyfourimages, de envatoelements Por seventyfourimages, de envatoelements

Serão higienizadas mais de mil mesas de votação, que receberão 337.288 eleitores da comuna de Santiago, segundo o governo.

O Chile irá desinfetar com nanopartículas de cobre 49 locais de votação no centro de Santiago onde, no próximo domingo, irá acontecer um plebiscito sobre a Constituição, anunciou o governo nesta quarta-feira.

Serão higienizadas mais de mil mesas de votação, que receberão 337.288 eleitores da comuna de Santiago, segundo o governo.

As partículas de cobre, do qual o Chile é o maior produtor mundial, mostraram-se muito eficazes na eliminação de bactérias e vírus, entre eles o da Covid-19. Ao contrário do plástico ou aço inoxidável, onde o novo coronavírus pode permanecer por dois a três dias, em superfícies de cobre o mesmo se desintegra em quatro horas, segundo estudos realizados por universidades americanas.

"Foram feitos estudos com diferentes materiais e o cobre é onde o coronavírus e outros organismos não resistem por muito tempo, o que é muito importante para a segurança" do eleitor, explicou o ministro da Saúde, Enrique Paris, durante a apresentação da medida, em um dos locais de votação.

A medida será aplicada graças à doação dos produtos por empresas produtoras. Além da higienização anterior ao domingo, serão disponibilizados nos locais de votação álcool em gel e malhas de cobre para forrar as superfícies onde os eleitores irão se apoiar.

O Chile, que tem 18 milhões de habitantes, registra quase 500 mil casos de Covid-19 e 13.719 mortos pela doença. O plebiscito, que será realizado em todo o país, irá decidir se haverá mudança na Constituição, herdada da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990).

 

Fonte: Site O Tempo

Pesquisa

Newsletter

Cadastre-se em nosso informativo e mantenha-se atualizado.

Associados