Menu

Associados

Estão previstas 4,6 mil reuniões estruturadas que devem gerar volume de negócios estimado em mais de R$ 2 bilhões.

Imagem retirada de http://www.mineradoracarnaiba.com.br/ Imagem retirada de http://www.mineradoracarnaiba.com.br/

Um projeto de mineração no norte de Goiás está movimentando a pequena cidade de Campos Verdes (GO). Considerada a capital mundial das esmeraldas, tem um alto potencial mineral e, após anos abandonada pelos garimpeiros que exploravam as pedras preciosas da superfície da região, recebeu tecnologia de ponta, ações de desenvolvimento social e local e, agora, abrigará o maior projeto de mineração e beneficiamento de esmeraldas da América Latina.

No total, já são 15 meses de obras na construção de um parque tecnológico de lapidação de pedras preciosas e de uma fábrica de joias. A área conta com mais de 20 mil metros quadrados para manipulação das esmeraldas extraídas.

Ao longo da jornada, aproximadamente 400 empregos diretos foram gerados, com expectativa de criação de mais de 1 mil postos de trabalho para a cidade e municípios da região, como Santa Terezinha de Goiás, Crixás, Pilar de Goiás, Itapaci e outros.

Além disso, desde fevereiro de 2019, o Centro de Lapidação da G44 Mineração em Campos Verdes (GO) vem habilitando moradores do município e da região para o mercado de trabalho – uma mão de obra especializada que está sendo utilizada pela própria empresa. Ao todo, 41 alunos que receberam gratuitamente o curso de 88 horas de lapidador, executado por meio de uma parceria entre Prefeitura de Campos Verdes e G44, já foram contratados.

“Esses alunos ficam conosco por uma semana em fase de testes. Se aprovados, são enviados para a lapidação tradicional. Após um mês, são contratados pela G44 para o centro de lapidação da empresa, que atua com maquinário fabricado pela Lapidart, que já tem 18 anos de mercado e usa tecnologia de ponta e totalmente nacional. Nossos equipamentos proporcionam uma rápida aprendizagem e, por isso, inserem o aprendiz mais rapidamente no mercado de trabalho”, destaca o diretor da Lapidart, Sérgio Aspahan, responsável pela formação técnica da primeira turma.

Para a realização do curso, a empresa utiliza equipamentos de lapidação com inovações tecnológicas, de última geração, e facilitadores qualificados, com o objetivo de formar, em Campos Verdes, os melhores lapidários de Goiás e do Brasil.

O minério também é muito importante para a construção civil. O rejeito produzido da mineração com o beneficiamento das esmeraldas vira matéria-prima para a fabricação de pré-moldados utilizados na construção de estruturas para empresas, indústrias, casas, galpões e moradias populares. As sobras do processo de mineração contribuem para a sustentabilidade ambiental.

G44 Brasil
Formada por uma equipe de profissionais e especialistas em diversas áreas de atuação, a G44 Brasil S.A. é uma holding que faz a gestão de outras empresas em diversos segmentos, como exchange de criptomoedas, mineração de esmeraldas, mineração de ouro, lapidação de pedras preciosas, fabricação e venda de joias e construção civil.

Para o presidente da G44 Brasil S.A, Saleem Ahmed Zaheer, o desenvolvimento só ocorre quando a empresa e a sociedade crescem juntos. Sendo assim, para ele, Campos Verdes tem um potencial enorme para se tornar um dos maiores centros mineradores do mundo.

Além do trabalho da mineração de esmeraldas, fabricação de joias e de engenharia no desenvolvimento dos pré-moldados, o grupo atua na mineração de ouro, em Lourenço, no distrito da Cidade Calçoene (AP) e gerencia uma plataforma digital de compra e venda de Bitcoins. Hoje, conta com aproximadamente 10 mil usuários cadastrados (espalhados por todo o mundo) que utilizam diariamente a plataforma para negociações.

fonte: Metrópoles

Newsletter

Cadastre-se em nosso informativo e mantenha-se atualizado.

Associados