Menu

Associados

Setor de mineração reage e movimenta R$ 1 bilhão em MS

Imagem retirada de https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2017/07/26/medidas-provisorias-mudam-regras-no-setor-de-mineracao/mineracao_14032007_577.jpg/@@images/image/imagem_materia Imagem retirada de https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2017/07/26/medidas-provisorias-mudam-regras-no-setor-de-mineracao/mineracao_14032007_577.jpg/@@images/image/imagem_materia

Depois de dois anos de retração expressiva, o setor de mineração começa a dar sinais em Mato Grosso do Sul. As empresas do segmento movimentaram cerca de R$ 1 bilhão no ano passado.

De acordo com dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Midc), no ano passado, o segmento registrou faturamento de US$ 124,031 milhões com a exportação de 3,742 milhões de toneladas de minério de ferro. O resultado corresponde a um aumento de 43,36% em comparação a 2016, quando o faturamento fechou em US$ 86,514 milhões.

Alta ainda mais expressiva foi registrada nas exportações de manganês. Embora com participação inferior na balança comercial de Mato Grosso do Sul (1,89%), o minério gerou um faturamento de US$ 90,615 milhões, 74,11% as mais em comparação a 2016.

Os minérios de ferro e de manganês figuram, respectivamente, a nona e décima posição no ranking entre os principais produtos exportados no Estado.

Ainda distante da realidade registrada em 2014, quando o faturamento do setor chegava a US$ 468,978 milhões somente com as exportações de minério de ferro, essa recuperação foi comemorada pelo setor.

De acordo com Jaime Verruck, secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, da Produção e Agricultura Familiar, essa retomada do setor fez com que a Vale, uma das gigantes do setor, não fechasse sua unidade em Corumbá.

fonte: Correio do Estado

Newsletter

Cadastre-se em nosso informativo e mantenha-se atualizado.

Associados