CONHEÇA O PROCESSO DE FUNDIÇÃO DE COBRE

Não é segredo para ninguém que o cobre é uma das ligas metálicas mais importantes que existem e o que o processo de fundição de cobre é uma solução de essencial valor dentro de vários segmentos industriais. No post de hoje, aqui no blog da Infiniti Metais, você irá conhecer mais detalhes desse processo e também quais são os tipos de fundição de cobre que existem.

Como ocorre a fundição de cobre?
O processo de fundição de cobre tem início na escolha das outras ligas metálicas que serão adicionadas ao elemento principal. Isso é importante porque existem inúmeras variações que podem impactar diretamente no resultado final do trabalho, como em relação à resistência mecânica, condutividades elétrica e térmica, resistência à corrosão e assim por diante.

É essencial também que a liga que será utilizada para fundição apresente alta “fundibilidade” para obtenção de formas de boa qualidade e na complexibilidade desejada. Também podemos citar como requisitos importantes de uma liga metálica para fundição:

– Resistência ao desgaste;
– Resistência à compressão;
– Resistência à fadiga;
– Deformabilidade;
– Estanqueidade;
– Resistência a temperaturas baixas e altas.

Quais são os tipos de fundição de cobre?
Existe quatro tipos principais de fundição de cobre: a fundição em areia; fundição em casca; fundição por cera perdida; fundição sob pressão. Os tipos de fundição de cobre permitem a obtenção de formas geométricas variadas, que por sua vez são utilizadas em diferentes aplicações. Para cada aplicação industrial, por exemplo, um formato de cobre pode ser mais indicado que o outro.

Além das quatro principais, ainda podemos citar as fundições de cobre contínua; centrífuga; coquilha. Estas, apesar da qualidade das peças geradas, apresentam limitações em relação à variedade e por isso são fundições não tão comuns assim.

O grande segredo é que você deve saber que cada tipo de fundição de cobre irá impactar no formato da peça de cobre, assim como em seu tamanho. Logo, analise os requisitos do seu projeto, quais tolerâncias dimensionais você precisa obedecer, qual qualidade deseja alcançar, etc.