PROPRIEDADES QUÍMICAS DO COBRE

O cobre é um metal mais antigo e usado pelo homem. Na tabela periódica é o elemento químico do grupo 11, com símbolo Cu, número atômico 29 e massa atômica 63.546u.

O nome desse elemento químico é originário da língua latina “cuprum”, que faz referência a Ilha de Chipre, oriente do Mar Mediterrâneo, possivelmente onde foi localizado pela primeira vez.

Em épocas de povos da civilização antiga o metal já era muito utilizado. Em 9000 a.C., foram realizadas as primeiras fundições do elemento químico no Oriente Médio. Objetos destinados para guerra e uso doméstico, como armas, já eram fabricados a partir da fusão e refinação do cobre.

Na civilização egípcia foi criado o símbolo Ankh, que representava a vida eterna, para denominar o cobre. Isso porque os povos egípcios perceberam as várias formas de manipulação e a durabilidade do metal.

Características químicas do cobre:

– Possui coloração laranja-avermelhada;
– Estados de oxidação Cu+ e Cu+2;
– Pertence ao segundo grupo de cátions;
– Potencial de eletrodo de 0,34 Volts;
– Forma íon complexo com amônio e água;
– Ponto de fusão 1084,62 °C;
– Ponto de ebulição 2562 °C;
– Densidade 8,96 g/cm³
– Boa ductilidade.

Propriedades químicas do cobre
As diversas propriedades tornam o cobre um metal com muitas utilidades para a indústria, fabricação de objetos, entre outras utilidades. Veja:

– Bom condutor de calor e eletricidade;
– Resistente à corrosão;
– Moldável;
– Antibactericida.

Utilidades do cobre
O elemento tem muita importância econômica para a indústria na atualidade. É o terceiro metal mais utilizado mundialmente. Ele está presente em muitos objetos do dia a dia e graças a ele tem-se, por exemplo, a iluminação das ruas, casas e logradouros públicos. As fiações que conduzem energia elétrica são de cobre revestido de outro material para assegurar segurança.

Um outro exemplo da utilização do cobre é a Estátua da Liberdade. Localizada nos Estados Unidos, é um monumento muito conhecido, considerado uma das Sete Maravilhas do Mundo. Na sua construção foram utilizadas 73 toneladas de revestimentos do metal.

Fabricação de carros automotores: na fabricação de veículos é utilizado nos fios, nos conectores, nos freios, nos rolamentos e nos radiadores;

Produção de ligas metálicas: a combinação do cobre com outros componentes forma as ligas metálicas, sendo um obrigatoriamente metal. São mais de 1000 tipos de ligas com muitas utilidades industriais. O latão por exemplo ocorre da mistura do cobre com o zinco, muito utilizado na fabricação de instrumentos acústicos, como trompetes, trombones e sinos.

A mistura com o níquel é utilizada nos cascos dos navios para evitar a fixação de crustáceos. Devido a sua propriedade anticorrosiva preserva a embarcação das águas dos mares e ainda otimiza a eficiência do combustível;

Fabricação de objetos de decoração: os objetos decorativos, em razão da utilidade e da ação do tempo, são fabricados com o metal. Isso em virtude da sua propriedade anticorrosiva;

Fabricação de recipientes de cozinha: muitos objetos destinados ao uso culinário são fabricados com o metal, como o tacho cigano, a panela de pressão, a bacia e os talheres.

Benefícios do cobre a saúde
Além dos benefícios no ramo industrial e comercial, o elemento tem fundamental importância para o organismo humano. A ingestão é feita através da alimentação saudável na forma de mineral.

O mineral cobre pode ser encontrado nos seguintes alimentos: frutos do mar, ovos, carne de boi e de porco, amêndoas, cogumelo, semente de girassol, feijão, nozes, brócolis, chocolate e alho.

O mineral contribui para o bom funcionamento biológico, auxiliando na formação de células do sangue, enzimas e hormônios.

Veja outros benefícios do cobre no corpo humano:

– Tecidos da derme: contribui para formação de melanina, muito importante para a pigmentação da pele humana. Ainda previne de melasmas;
– Cérebro e sistema nervoso: as enzimas provenientes do cobre sintetizam neurotransmissores. E ainda contribui na ação antioxidante, o que previne de doenças cerebrais degenerativas;
– Sistema imunológico: auxilia para que o organismo absorva melhor a vitamina C. Ela fortalece o sistema imunológico e previne o organismo do ataque de vírus e doença;
– Funcionamento cardíaco: o superóxido dismutase e a celuroplasmina são enzimas antioxidantes, sendo o cobre essencial na sua produção, que reduzem doenças do coração.